sábado, 19 de janeiro de 2008

Quando é que a União Europeia aprende?

Aprofunda-se a crise económica nos EUA. As coisas estão mesmo negras. O poder político, em despero de causa, faz o que pode neste contexto: mobiliza, com a autonomia que caracteriza a potência hegemónica, os instrumentos de política económica. A Reserva Federal corta decididamente as taxas de juro e agora, no seguimento de várias propostas focadas na promoção da procura, anuncia-se um «estimulo fiscal» temporário de 140 mil milhões de dólares. Os EUA são assim: quando a crise do modelo neoliberal aperta, as receitas ortodoxas de política económica são mesmo só para os outros. Mais uma vez: quando é que a UE aprende? É que não se não é keynesiano quem quer, mas sim quem pode, a Europa pode, mas não quer. Até quando?

2 comentários:

CHIC-HANDSOME disse...

have great week-end

L. Rodrigues disse...

Este fim de semana tive a oportunidade de rever "Eles vivem" de John Carpenter. "Eles" definitivamente vivem.