quinta-feira, 18 de março de 2010

Vaga de Fundo?

"Não compreendo como é que se vai privatizar os CTT e uma empresa bandeira como é a TAP, ou outras companhias”
“Para haver justiça social não podemos fazer de conta que entrámos com milhões para salvar bancos, mas que depois não sabemos nada desses bancos e que não culpemos ninguém de entre os culpados que lá estão”
Mário Soares

"Não há constrangimentos de Bruxelas que justifiquem a privatização da REN e dos CTT"
Manuel Alegre

"Tenho muitas reservas à inclusão no lote das empresas a privatizar de serviços cuja privatização já deu desastres noutros países, como os correios na Alemanha ou os transportes ferroviários no Reino Unido."
"O governo do PS, em que votei, vai introduzir um tecto de despesa nas prestações sociais não contributivas, o que quer dizer que quando ele estiver esgotado, quem receber, por exemplo, o subsídio social de desemprego ou o complemento solidário para idosos, apesar de ter direito à prestação já não a receberá."
"Hoje sinto-me particularmente feliz por não ter sido candidato a deputado nesta legislatura."
Paulo Pedroso

"Há uma letra a mais no PEC. O "C" de crescimento. Portugal apresentou um "PE", um programa de estabilidade, mas, no horizonte temporal de 2013 não poderemos esperar crescimento."
Pedro Adão e Silva

"Quero juntar a minha voz à daqueles que não compreendem que se contemple a privatização de empresas que trabalham em sectores de interesse estratégico ou de interesse geral"
"Estou a falar de empresas como a REN, os CTT, a GALP. Do meu ponto de vista, é errado que o Estado prescinda da posição que deve aí ter."
Ana Gomes

“Neste PEC o PS caiu numa armadilha terrível. Assumiu-se definitivamente como um partido que propõe acima de tudo as mesmas medidas que um partido de direita podia tomar e deixou cair sem cuidado as bandeiras de esquerda que ainda há dois meses eram parte do seu programa."
"O PS entrou numa deriva à direita da qual vai ser muito dificil regressar sem que haja grandes alterações na direcção.”
João Cravinho

Aumenta a lista dos socialistas que assim querem continuar e que levam a sério o seu programa e as suas convicções. Nem tudo está podre no Reino de Portugal...

6 comentários:

maria povo disse...

... mas façam mais do que falar, falar, falar...!!!

convoquem um congresso extraordinário, pois estas afirmações e de quem vêm, são de levar muito a sério, não????

não compreendo a ultima afirmação do P Pedroso... então os deputados que lá estão são de direita, como diz o J Cravinho?!?!?

Helllo!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Good fill someone in on and this enter helped me alot in my college assignement. Gratefulness you for your information.

Anónimo disse...

Bem, no que diz respeito a Pedro Adão e Silva a sua crítica ao PEC é uma crítica às directrizes da União Eeuropeia. Não há nenhuma crítica objectiva ao PEC no que diz respeito aos planos de privatizações do governo; bem pelo contrário ainda consegue ver o sentido positivo de taxas sobre . Noutro sentido bem mais crítico são as outras posições citadas, e ainda bem que elas existem.

Politikos disse...

Andaram desatentos estes anos! Tirando o plafonamento das prestações sociais que é, de facto, muito chocante, tudo o resto já havia sido feito...
O PS não é, desde há muito, um partido de esquerda, é objectivamente um partido de direita: http://polisetc.blogspot.com/search?q=direita

João disse...

De facto. Eu só posso falar. Agora pessoas como Mario Soares podiam tomar uma atitude seria contra isto e não o fazem. É uma vergonha, se de facto tivessem determinação em mudar as coisas contribuiam activamente para isso.

Anónimo disse...

Sorry for my bad english. Thank you so much for your good post. Your post helped me in my college assignment, If you can provide me more details please email me.