sábado, 7 de janeiro de 2017

Coragem, liberdade, democracia e tolerância


Obrigado Mário Soares

9 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado Mário Soares pelo Euro e UE…
Tivesses aguentado mais uns tempos eras capaz de ver estas estruturas antidemocráticas que defendeste ruírem.
Os que cá ficam e que andam a sofrer com o Euro/ UE vão acabar com a ditadura que ajudaste a criar...

Anónimo disse...


Não esqueço que “Contido o fluxo revolucionário com o golpe de 25 de Novembro de 1975 (em que esteve à beira de desencadear uma guerra civil) Mário Soares assumiu, como primeiro-ministro, a tarefa de destruir e inverter, a partir do governo, as grandes transformações entretanto desencadeadas pela espantosa criatividade revolucionária das massas em movimento: a Reforma Agrária, as nacionalizações, os direitos dos trabalhadores e das populações.
Acordou com a direita sucessivas revisões constitucionais procurando retirar da Constituição as garantias de defesa das conquistas revolucionárias.
Culminou a sua nefasta acção destruidora com o processo de adesão à CEE, instrumento decisivo de submissão de Portugal ao grande capital transnacional.
É nestes termos que Mário Soares marca as décadas de 70 e 80 do século passado no nosso país. Décadas de desencadeamento da política de direita, décadas de retrocesso social e democrático, décadas de subalternização e dependência nacional“.
Ele ficara´ na história como o Pai desta «democracia burguesa».
Ele ficara´ na história como o Pai da entrega da soberania e independência nacionais ao capital internacional. Não esqueci…
De Adelino Silva

atento disse...

Agora que o Mário Soares estava a dizer umas tantas verdades, e que ele nos deixa...
O resto fica para história, mas ainda se vai gastar muita tinta por este país fora, a dizer/escrever, o que ele deveria ter deixado realizar e não o fez! Mas isso fica para mais tarde!
Esperamos que tudo o que ele negociou de mal para o país, seja mudado o mais breve possível!
Um democrata e Patriota!
Pela Independência Nacional
Nem fascismo nem social-fascismo!
Pela saída do Euro!

Jose disse...

Não te agradeço que tenhas garantido a transmissão para o regime de Abril de toda essa cultura maçónica e sectária de uma 1ª República parasita do Estado quando fundaste e consolidaste essa falperra 'socialista' que até hoje condiciona o país.

Agradeço-te, porque te atribuo o ideal da Liberdade, que tenhas contribuído valorosamente para pôr fim à «espantosa criatividade revolucionária das massas» de treteiros que queriam montar a sua falperra odienta e inimiga da liberdade e da democracia. Com isso impediste que a guerra civil os derrotasse e garantiste-lhes o estatuto de treteiros que mantêm até hoje.

Anónimo disse...

Muitos “Pais” da democracia de Abril já partiram, Principalmente militares activos, intervenientes e responsáveis e outros para la´ caminham, alguns deles esquecidos ou ate´ maltratados como Sagueiro Maia. Estes militares se expuseram arriscando a sua própria vida pondo em perigo a de seus familiares enquanto outros se pavoneavam nos bulevares de Paris, e que saibamos as notícias do seu óbito são escassas ou nulas. E´ uma tristeza! Não esqueci a Revolução dos Cravos. De Adelino Silva

Anónimo disse...


Eis dois parágrafos do sujeito das 16 e 57 que resumidamente se podem resumir deste modo:

"transmissão maçónica sectária parasita falperra treteiros falperra odienta derrotasse estatuto treteiros. Hoje".

Mas acima desta colecção de tretas está uma treta maior. Este convívio coloquial (que parece que era moda nos idos seminários do Minho) com que crisma as suas actuações. Resquícios duma nobreza marialva, decadente e em extinção? Ou apenas a repetição um pouco apatetada do modelo de tratamento aos seus progenitores pelos frequentadores lá do sítio?

A.R.A revolução disse...

Nesta hora de pesar para a família apenas lembro a qualidade maior de Mario Soares que, a par de outros, o destrinça dos demais:
« Todo o homem morre, mas nem todo homem vive.» ... e ele viveu intensamente, apesar ...
William Wallace



Anónimo disse...

Como Mario Soares ajudou Ricardo Salgado

https://www.youtube.com/watch?v=cVZ1pma2w9k

Anónimo disse...

Tal como fui recordado no outro dia, Mário Soares e outros também contribuiram para a divisão sindical (i.e., a UGT...) e como tal, para o aprofundamento da exploração dos trabalhadores. Sem me alongar mais, parece-me que apesar da República ainda existir - formalmente, pelo menos - MS e companhia muito fizeram para acabar com ela e com os seus alicerces.