terça-feira, 3 de maio de 2011

Se bem entendi…

… ambos, PS e PSD, estão muito contentes com o acordo que conseguiram e ambos estão muito zangados um com outro por causa de um acordo que a ambos satisfaz. Já sabíamos que o estado de excepção em que na prática estamos a viver suspendeu a democracia – o programa do governo que ainda não foi eleito será amanhã anunciado por uma força de intervenção. Passamos a saber agora que também a lógica está suspensa em Portugal.

4 comentários:

Rogério Pereira disse...

Bem esgalhado. Para dizer tudo não são precisas muitas palavras, nem texto denso.
Curto e duro,
é o que eu vejo e penso...

André Moz Caldas disse...

Comenta o acordo, por favor. A mim parece-me que existe uma inflexão da política tradicional do FMI, fruto de maus resultados na Grécia e na Irlanda, por um lado, e do crescendo de uma corrente de economistas que vinham defendendo a importância do crescimento, em detrimento da austeridade pura. Oxalá não haja más surpresas amanhã.

José M. Castro Caldas disse...

Esperemos pelo dia de amanhã para sabermos o que lá está e não o que lá não está.

maria povo disse...

o que está mais em causa é a própria democracia como a temos vivido!!!
então para que servem eleições?? é só despesismo!!!.. perigoso!!
... é assim que começam as ditaduras!!!