sábado, 28 de maio de 2011

Auditar

Auditoria Cidadã à Dívida Pública - O que é? Luís Bernardo, Mariana Avelãs e Nuno Teles explicam no Portugal Uncut uma das propostas políticas que pode ajudar a superar o Estado predador, derrotando a aliança interna e externa que o suporta.

5 comentários:

Anónimo disse...

Este texto que aconselha é bastante esclarecedor e aponta já alguns dos entraves da realidade que se avizinha.

Anónimo disse...

700 mil agregados auferem maquias superiores a 27000 euros anuais

53mil auferem rendimentos superiores a 100mil

falta tanta gentinha aqui
que vive ou viveu à custa do estado
e auferiu muito mais do que isto

se nem as mais valias dos construtores civis conseguiram ser tributadas

atacar um monstro estatal?

Zuruspa disse...

Parece que há entäo dinheiro que chegue, mas está é mal distribuído...

Auditoria cidadä com contas simples, do tipo:

- A empresa X foi privatizada por P milhöes de euros; no espaço de um ano valorizou-se em V milhöes, aos quais foram atribuídos D milhöes em dividendos; é óbvio que houve um erro de avaliaçäo do real valor da empresa X, com danos para o Estado: deste modo, pelo menos 50% de V foi resultado de má-fé por parte do vendedor.
Concomitantemente 0,5(V+D) é dívida odiosa.
Se o banco quiser o montante, peça ao comprador (provavelmente o banco que financiou a compra também emprestou ao Estado).

Só falta o ponto final: pena de prisäo para o responsável pela privatizaçäo, por gestäo danosa do Bem Público.

Zé Miguel disse...

auditoria é muito bonito, mas se ninguém a fizer nunca será feita. com isto em mente, porque não começar uma wiki onde se faça uma auditoria popular e participada por todos às contas públicas dos últimos 20 anos?

A experiência aponta para um nível de rigor bastante alto neste tipo de projectos.

penso que poderá ser a forma mais aberta e democrática para uma auditoria. envolve riscos, dada a complexidade de orçamentos. por outro lado o anonimato permitirá a divulgação de contratos que de outro modo nunca iriam chegar ao domínio público.

fica a ideia para quem a quiser apanhar. aposto que há por aí muito ratinho de computador (incluindo eu) ansioso por começar uma coisa destas.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

enfim aproximamo-nos alegremente do fim

felizmente os gregos vão à nossa frente por enquanto

quando a miséria e a emigração em massa atingirem os gregos se calhar começamos a fazer auditorias a sério

por enquanto as câmaras continuam a subsidiar as deslocações das massas às jantaradas partidárias e a distribuir bandeirinhas e brindes partidários made in china

as canetas do PS são poucochinhas
e devem ser restos das campanhas anteriores