domingo, 1 de fevereiro de 2009

Obamanomics?

Esta semana ficou marcada pela aprovação, nos EUA, do mais importante plano de estimulo económico da história. Isto não vai ficar por aqui. Na actual configuração da economia mundial, não é keynesiano quem quer, mas sim quem pode. Os EUA podem. Enfim, a UE não quer, mas essa é outra história. Como já aqui se defendeu, esta é uma desgraçada história, pela qual estamos a pagar um preço bastante elevado.

O plano de Obama parece não se limitar a medidas de curto prazo. Aponta para a realização de maciços investimentos públicos com o objectivo de garantir a emergência de novas fontes de energia e de tecnologias mais eficientes e limpas, ou seja, um plano de recuperação económica parcialmente assente na reconversão ecológica da economia. Quem liderar hoje este processo terá uma inegável vantagem competitiva no quadro da economia internacional. Comércio livre? Uma ficção para exportação. Isto é política industrial e da mais assertiva. É sempre assim nos EUA quando as coisas apertam...

Um New Deal verde em construção? Robert Pollin, um economista norte-americano de esquerda, cujos estudos muito têm contribuído para a popularização desta ideia, escreveu um interessante artigo na última The Nation: «o projecto de investimentos verdes contribui para a justiça social na medida em que promove o pleno emprego com salários decentes». A acompanhar.

4 comentários:

Ana Paula Fitas disse...

Obrigado pela referência ao artigo de Robert Pollin.

carmélio disse...

Ana, João,

Não sei se conhecem mais este trabalho de Pollin, "Tools For a New Economy" publicado este ano no Boston Review.
(www.bostonreview.net)

João Rodrigues disse...

Não. Obrigado pela referência carmélio.

maria povo disse...

A mim parece-me que é o caminho apropriado!!! Dinamiza-se a economia e faz-se o que se deve em relação ao ambiente!!

Falando de Portugal e já que o PM quer investir no ambiente, penso que poderia "comprar" a Quimonda e transformar a sua produção em placas fotovoltaicas e exportar, p.ex. Angola, Brasil, Venezuela, etc. A Quimonda têm do melhor em termos de trabalhadores altamente qualificados (ter-se-ia de saber muito bem contratar o gestor...!!) e com futuro ... green!!!!

É só uma ideia...