domingo, 4 de agosto de 2013

Investir no combate à crise


3 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Os nossos governantes nem precisam de pedir. Sacam logo na fonte...
Pouco lhes importa ou incomoda as dificuldades do povo...

Anónimo disse...

Já por várias vezes, ao longo dos últimos 2-3 anos, tentei contactar o Le Monde diplomatique - edição portuguesa para assinar o jornal, mas nunca me responderam aos e-mails.
Sempre achei estranho, pensei que fosse filtrado por um serviço anti-spam, mas entretanto já conheci três pessoas diferentes que também nunca receberam resposta aos e-mails.
Pode ser agora alguém vá espreitar à pasta do spam...

Anónimo disse...

Donativos em escudos? Mas a crise financeira do jornal é agora ou anuncia-se só para daqui a vários anos, quando Portugal provavelmente sair do euro? Os donativos são urgentes ou podem esperar alguns anos?

(A propaganda, sobretudo para as causas nobres, deve ser o mais clara e inequívoca possível.)