quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A quem ainda não decidiu


Nestes dias estamos todos confrontados com uma escolha: deixar esta loucura prosseguir, ou exigir um ponto final. Não pensem que é impossível. Quando um povo exige com determinação a saida de um governo, o governo parte mesmo. Este tem de ir. E isto tem de parar.

Se não sabe onde a paciência em excesso nos pode levar, olhe para a Grécia. Sim, era mesmo verdade, a troica está a exigir na Grécia que se volte à semana de seis dias e que os patrões possam exigir semanas de 78 horas. A reforma, no fim desta canseira, iria para os 67 anos. 
E que tal alugar parcelas do território? É que na Grécia também se fala seriamente de alugar ilhas por 50 anos a promotores imobiliários.
Tudo indica que o povo grego irá decidir que o seu governo tem de sair. Nós devemos fazer o mesmo enquanto pensamos no que deve vir depois. 

6 comentários:

Exilado no Mundo disse...

Democracia (demo+kratos), em bom grego, é isso mesmo, o poder com o povo!
http://exiladonomundo.blogspot.pt/2012/09/tres-tristes-principes.html

Luís Lavoura disse...

Não vejo qual o problema de alugar parcelas de território. Pode ser um negócio tão bom como um privado alugar uma propriedade sua que não saiba como aproveitar de outra forma.
A mim não me repugnaria nada que, por exemplo, a Berlenga ou uma das ilhas da ria de Faro fossem alugadas, mediante condições apropriadas.

paulo disse...

ó luisinho...a mim também não me repugnava nada que tu te dedicasses à prostituição masculina...mas com o teu cu, não com o meu, ok ?

Maria J. Velho disse...

O problema não se prende por essas ilhinhas, prende-se sim ,arrendar o país ou países a preços de saldo...!

Capitão Nascimento disse...

Meu querido ZM, eu já decidi e não posso, em consciência, mesmo com um governo que entornou gasolina pelo chão, ir a manifestações de incendiários.

Parece que a medida apresentada, da baixa da TSU, é um crime. Eu não sou economista e por isso tenho reserva de opinião. A medida é errada no plano técnico? Possivelmente sim. É errada no plano político? Parece evidente.

Mas, para quem já ponderou seriamente o retorno à moeda própria, e fala agora desta maneira contra a tróica, será isto coerente? A desvalorização da moeda que tanto serviria de incremento da produtividade não tem um efeito equivalente, ou pior, porque igual para todos e sem possibilidade de escalonamento?
Não foi isto que aconteceu em 83?

A verdade é que anda tudo à procura de uma tábua de salvação, a saída sem dor para uma tragédia que se produziu em Portugal ao longo de décadas de laxismo.
E a única verdade que se pode dizer aos Portugueses é que não existe saída desta crise sem dor, sem perda real de nível e qualidade de vida. Para todos.

O resto é politiquice pura e dura, cínica, que não tem nada a ver com o interesse do país ou dos portugueses.

O PCP e o BE fazem valer o seu saber, do tamanho de um canivete. Vão espetando a navalhinha a ver se entra. Agora o governo deu o flanco e encontraram carne mole. A navalhinha entrou, e por isso há-que esfregar a ver se sangra até à morte.

O PS esfrega as mãos com a oportunidade. Pode ser que venha aí uma convulsão social e depois um tropeção político. Cai o governo, e depois, das duas uma. Ou entramos numa ingovernabilidade real, ou o PS ganha as eleições. Entretanto, com o agravamento político, deterioram-se as condições de financiamento e o PS será forçado a negociar um 2º pacote de resgate com a troica.

E não tenhamos ilusões. Com um peso-pluma José Seguro ou um peso pesado António Costa, o PS vai manobrar agarrado pelas rédeas, num pacote de austeridade em circunstâncias ainda piores.

Claro, existe sempre a terceira via. Alguns chamam de libertação da troica. Eu chamo bancarrota.

Anónimo disse...

Ou fazer como na Islandia: prender os responsáveis internos pelo descalabro das finanças e penhorar-lhes todos os bens, inclusive contas externas. Auditar todas as contas públicas, ppp's, etc. e renegociar o que é legal e criminalizar o que não o é! Há muitas saídas... não há é gente honesta e patriota com poder neste pais, neste momento. A Alemanha desrespeita tratados e acordos sem consequências! Alguêm vai atrás deles? Que se phoda a Troika! Levem os submarinos e metam-nos no buraco deixado pelas nossas contas, a ver se aprendem! O dinheiro que nos emprestam é o dinheiro sujo da desgraça de outros antes de nós! É a desgraça da américa latina e africa (FMI) e dos ganhos á conta da nossa lenta destruição (UE e BCE). Lenta pq há 38 anos que votam nos mesmos com medo da esquerda! Os paises nordicos tiveram maior desenvolvimento exactamente com governos de centro-esquerda! Abram os olhos de uma vez!