sábado, 28 de fevereiro de 2015

Dívidas por reestruturar

 "O primeiro-ministro diz também que a informação oficial que lhe foi fornecida em 2012 indica que os referidos 2880,26 euros, mais os juros, poderiam ser pagos 'a título voluntário e a qualquer momento para efeito de constituição de direitos futuros, desde que o contribuinte não optasse por invocar a sua prescrição, a qual já ocorrera em 2009'.

Perante esta informação, Passos também nada fez".

Terá ficado a pensar se pagava a dívida ou ficou à espera de uma "reestruturação" mais favorável...?

5 comentários:

D., H disse...

Depois das “despesas de representação” na Tecnoforma, mais isto… É só rabos-de-palha! Faz o que eu digo...

Anónimo disse...

Pois é... Mais um que viveu acima das possibilidades ...e nem sequer pagou para viver dentro das possibilidades! O que levará este tipo a pagar agora? Para quê? Não podia ter pedido um perdão ... Mas com constituição de direitos ao Lambretas? É a vida se esgravatarem bem ainda lhe encontrarão qualquer coisinha... Pulhas sem pingo de vergonha na cara,

meirelesportuense disse...

É, viver à custa dos outros é fácil!...Não foi ele que disse nas últimas semanas qualquer assim?

Anónimo disse...

Ó senhor/a D.,H, deixe-se de coisas. O homem não tem rabos de palha: ele é todo feito de palha.

meirelesportuense disse...

"-Não sabia das suas dívidas nem foi notificado, quando outras dezenas de milhar o foram, mas em 2009 já sabia que esta dívida -que ele ignorava- entrara em prescrição---Depois em 2012 já queria pagar, mas apenas no fim do seu actual mandato, isto é, em 2016."
Talvez para não se desgastar muito com estes pequeninos problemas.
"Diz que pagou 4000, outros afirmam que deveria pagar o dobro."
Agora, dizem que já pagou porque é um homem cumpridor, "daqueles que cumprem, mesmo não tendo que cumprir", só não entendo porque não cumpriu, quando o devia ter feito, era mais fácil e transparente..."Não foi notificado."
-Deu morada errada, vivia em reclusão ou clandestinamente?...