quarta-feira, 26 de junho de 2013

Greve Geral

A todos os que nos falam da perda de produto de um dia de greve:

Se o facto de se perder um dia de salário e produção vos parece que perturba assim tanto a economia, suponho que compreendam que é inaceitável que haja em Portugal bem mais de 900 mil pessoas que não têm salário nem produzem, 365 dias por ano, porque estão desempregados. Isso sim, é perder produto!

Os custos para o país de não se reivindicar uma política diferente, que relance a economia e o emprego, são infinitamente maiores do que os supostos custos de uma greve (cujas contas são, ainda por cima, muito pouco rigorosas).

Estarei na Greve Geral amanhã e todos os dias que forem necessários!

4 comentários:

David disse...

Concordo com a greve.

Mas ainda bem que a Sara ganha mais de 500 € e 20 nao lje fazemos diferença.

Eu também ganho mais de 500 €

D., H disse...

Assim mesmo!
Vem agora Passos Coelho falar de “o que é preciso é mais rigor e mais trabalho”…Mais trabalho para quê, para sustentar os ”novos” buracos, o BANIF e os Swaps ? Basta de embuste!

Crítica da Crítica Crítica disse...

Estaremos juntos, Sara!
Radical

Anónimo disse...

Sr. D.H.
Não sei qual é o seu espanto, nem precisa de perguntar ao Coelho, esse é só o chapeu de chuva dos interesses... Pergunte ao Puto Moedas que ele explica-lhe porque quase não se vê, quer em altura quer em "trabalho", mas que o puto é bem relacionado e ganha bem, lá isso ganha...Veja lá se percebe o que lhe quero dizêr com isto ( Mééééé... )

P.s. - Não se esqueça de fazêr já junto destes revendedores da banha da cobra um plano de Saude de preferencia "PRIVADO" ;)


Carlos Moedas é sócio de membros do Conselho de Administração da Açoreana Seguros (BANIF), Tranquilidade Seguros(BES), Seguros LOGO.


http://adeuslenine.blogspot.pt/2011/12/carlos-moedas-e-socio-de-membros-do.html