domingo, 17 de abril de 2022

Quinze anos de Ladrões

O Ladrões de Bicicletas completa hoje 15 anos de existência. Criado em 2007, o blogue continua a assumir-se como um espaço de pluralismo de opinião e convergência à esquerda, prosseguindo o combate às «"evidências" e mitos que alimentam o actual consenso neoliberal» e, ontem como hoje, a defesa dos princípios do «pleno-emprego, serviços públicos, redistribuição da riqueza e do rendimento e controlo democrático da economia». Continuando convictos, portanto, e voltando a citar Hayek, que «nada é inevitável na existência social e só o pensamento faz que as coisas sejam o que são».


Com cerca de 13 mil seguidores no facebook e a aproximarmo-nos dos 4 mil no twitter, o Ladrões de Bicicletas é um dos blogues que contrariam as notícias, manifestamente exageradas, da morte da blogosfera em Portugal. De facto, e apesar da tendência de gradual declínio, a verdade é que uma parte significativa (cerca de 1/3) dos blogues criados entre 2003 e 2012 (numa amostra de 250) se mantém ativos. O Ladrões é um deles.


Continuaremos pois a pedalar, animados pela recente tendência de aumento mensal do número de visualizações (a aproximar-se das 200 mil desde o início do ano), que se voltou a verificar desde 2019, e agora em parceria semanal com o setenta e quatro. A todos os que nos seguem, o nosso muito obrigado.

5 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns. Que são especialmente devidos pelo serviço público.

Que critério utilizou para classificar um blogue de ativo? Pessoalmente costumo considerar que está ativo se formalmente não encerrou a sua atividade e se publicou um post no último ano.

Com estas duas condições, parece-me que a quantidade de blogues ativos é de facto, relativamente ao apogeu, muito pequena.

Os blogues formalmente encerrados, em muitos casos, com o passar do tempo, deixam de ser referenciados por outros blogues, pelo que o cálculo, para a amostra não sair enviesada, deve levar também isso em conta.

A impressão que tenho é que a discussão, em grande medida, se transportou para dentro das redes sociais e que a blogosfera decaiu muito mais que dois terços.

ESTÁTUA DE SAL disse...

O nosso blog Estátua de Sal também deveria entrar nas vossas estatísticas. Valores mensais de acesso desde Janeiro de 2019 são à volta de 70000. No último mês, Março de 2022, teve 183 000 visitas.

Estátua de Sal

Nuno Serra disse...

Caro Anónimo das 16h23,
O critério adotado é o do ano em que foi publicada a última mensagem (ou seja, neste caso, ter sido publicada pelo menos uma mensagem em 2022). Estamos contudo a falar de uma simples (e sempre discutível) amostra. E por isso é verdade o que refere relativamente ao efeito de omissão, nas referenciações, a novos blogues que possam ter surgido ou a blogues extintos (que neste exercício foram descartados, pelo facto de não se conseguir saber sequer a data em que foram criados).
É pois provável que o número de blogues ativos seja inferior a 1/3. O mais surpreendente, de facto - face à perceção que inicialmente se tem - é a quantidade de blogues que foram criados nos primeiros anos (2003-2005) que ainda hoje estão ativos (mesmo que deles pouco se fale, dado que o paradigma passou a ser, de facto, o das «redes sociais»).
Cumprimentos

mreis disse...

Parabéns!!!
Não sigo desde o início, mas sou agora leitor diário deste blog que é um oásis de lucidez contra o bombardeamento neoliberal da comunicação social e imprescindível para um pensamento de esquerda sobre o mundo de hoje.
Obrigado.

Anónimo disse...

Continuem, que pedalam muito bem