quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Hoje e amanhã: Crises económicas e saúde mental


As crises económicas constituem períodos de risco para a saúde mental e o bem-estar. Em função das políticas adotadas, as sociedade podem contudo enfrentar com maior ou menor resistência os efeitos potencialmente negativos das recessões. O Fórum de Saúde Mental da Gulbenkian, «Crises Socioeconómicas e Saúde Mental - Da investigação à Ação», que tem lugar num país particularmente afetado pela crise, reunirá os maiores especialistas mundiais no impacto das determinantes sociais na saúde mental e nas estratégias de base local para a promover. Nos dois dias do fórum pretende-se proceder a uma avaliação atualizada do efeitos das crises económicas na saúde mental das populações, discutindo as estratégias que podem ser implementadas e concebendo recomendações orientadas para a adoção dessas estratégias, por parte de países interessados, como Portugal.

O fórum decorre hoje e amanhã, 24 e 25 de novembro, no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, podendo o respetivo programa ser consultado aqui.

2 comentários:

Antonio Cristovao disse...

Menos saude mental mas muito menos gordos e menos colesterol, presumo.

Anónimo disse...

O sr. Cristovão quer ser engraçadinho mas só diz disparates. Está estudado e provado que a diminuição e degradação dos rendimentos mais baixos, levam ao aumento de práticas de pior qualidade alimentar e nutricional e consequentemente ao aumento de colesterol, de peso e de doenças relacionadas.
Por tanto, as políticas adoptadas pelos amigos pafiosos do sr. Cristovão, e que este tanto defende, fizeram estragos na saúde mental das pessoas com um alcance e numa extensão que será assunto do fórum anunciado no post e que o sr pretende desvalorizar.