domingo, 25 de outubro de 2015

A propósito daquele grande argumento de ser contra a NATO...

Em Junho de 1955, os meus pais estavam presos. Ele nas cadeias privativas da PIDE no Porto, ela naquilo que se designava por "Depósito de Presos" de Caxias, em Lisboa, os dois acusados de serem membros do PCP. Como recém-casados, pediram ao director da PIDE para poder corresponder-se.

Resposta lapidar do director da PIDE:

Tomada da sede da PIDE em Lisboa, no dia 25 de Abril de 1974
"Corre-se sempre grande risco de prejudicar a instrução preparatória autorizando as comunicações e (Ilegível) entre arguidos, sobretudo quando se trata de 'quinta-colunistas' ao serviço do militarismo e imperialismo russos, como sucede nesta caso. Por estas razões, não se pode consentir o que é solicitado."

Para quem gosta tanto de suscitar a questão da NATO, como impeditivo de alguém - do PCP ou Bloco - poder integrar um Governo ou de qualquer governo poder ser apoiado por esses partidos, é um pouco arrepiante ver como velhos argumentos vêm tão rapidamente ao de cima.

E o trecho seguinte? Foi retirado de uma longa nota confidencial enviada pelo ministro do Interior ao director da PIDE, a 11/4/1957: 
"É do conhecimento geral que um dos slogans usados pelo chamado 'partido comunista português' é o de pedir amnistia para os delinquentes a quem chamam detidos políticos, mas que na realidade são comunistas condenados, nos termos legais, por actividades subversivas destinadas a subverter a liberdade e a independência da pátria e do povo portugueses". 
É daqui que nasce a nossa direita. E ainda hoje - a fazer fé no clima acirrado que presentemente se sente - andamos próximos disto.

Até quando?

33 comentários:

Anónimo disse...

A manutenção da ignorância, da mentira e do engano em dozes maciças leva a´ despolitização dos povos – eleitores.
A meu ver, uma funesta herança cultural da ditadura fascista que durou 48 anos no país – foi e é prejudicial ao nosso desenvolvimento. Só podemos considerar, de fato, cidadão (ã) aquela pessoa que exerce o seu direito-dever de participação política. É isso que significa cidadania.
Seria muito importante que todos – ricos e pobres, letrados e iletrados – recebessem na escola e fora dela – pelos meios de comunicação social, por exemplo - educação política de boa qualidade.
Quantos portugueses conhecem a Constituição da Republica?
Se todos tivéssemos noções básicas sobre o funcionamento do “mundo das leis ”, ou seja, do que vem a ser o Estado Democrático de Direito, acredito que já haveria uma boa melhora na qualidade de nossa vida social e da compreensão da política.
Não basta alegrar-me com a unidade conjuntural da esquerda - sem uma base alicerçada na soberania do povo, o poder será´ efémero. Os vilões de ontem voltarão depois com mais obscurantismo, mais mentira e enganos…E assim sucessivamente. A isto dá-se o nome de “sociedade estagnada” por ciclos pré-concebidos. De Adelino Silva

Anónimo disse...

O discurso de Cavaco, (e os ditos de muitos paineleiros e comentadeiros seus apoiantes) não foi muito diferente deste de Salazar!

https://www.youtube.com/watch?v=qD8-71-wyj0

F.L. disse...

Muito bem. Talvez por isso o discurso da direita e da extrema direita deste país é igualzinho ao de há 40 anos. Pararam no tempo. Discurso e slogans como eu ouvia há 40 anos. Bafientos e sem qualquer contacto com a realidade actual. Os tais ciclos como diz atrás Adelino Silva.

Jose disse...

Ser esquerdalho sempre pressupõe o ignorarem-se factos e deturpar-se a realidade.
Desde o ano 17 do século passado, ser comunista significava uma canina obediência ao Império Soviético. A ele era devida toda a lealdade e para muitos desses portugueses essa era a sua verdadeira Pátria, eufemísticamente identificada como encarnando o fim maior do homem progressista.
Independentemente do que fosse aplicável à família do autor do post, a suspeição de que fossem ou servissem agentes soviéticos tinha bons e comprovados fundamentos.
Desde a implosão do Império a situação foi naturalmente alterada, mas sobraram algumas crenças e instituições que sob a sua tutela tinham medrado, com relevância para tudo que ronde o pacifismo, o anti-nuclear, e similares.
E ainda hoje é evidente que alguns desses crentes têm na Rússia de Putin um substituto dessa tutela perdida, e por aí imaginarem ainda quentes as suas cinzas, aí esperam venha a haver vida nova para o Império Soviético.
Agora que o Costa ponha um comunista a Ministro da Defesa, democrata como ele é, não me supreenderia.

Edgar disse...

Obrigado.
É bom relembrar o que foram o fascismo e a PIDE,para elucidar os que não conhecem e recordar aos que já esqueceram.
Muitos dos acusavam o PCP de estar ao serviço de "interesses estrangeiros" (a "quinta-coluna" nos termos da PIDE) são hoje os que endeusam interesses que não são os nossos e sacralizam princípios que contrariam a nossa Constituição. E chegam a fazê-lo com um radicalismo que os deveria envergonhar.
A soberania nacional e o povo foram relegados para um plano secundário em relação aos mercados, aos credores, aos especuladores e aos "superiores interesses" do sistema financeiro que tem no euro a sua arma de subjugação e exploração e no tratado orçamental o espartilho que condiciona o desenvolvimento.
Os resultados são os que conhecemos e o caso da chantagem sobre a Grécia é paradigmático.

meirelesportuense disse...

É verdade, os argumentos utilizados pelo PRECSilva -e toda a sua camarilha- relativamente ao PCP e ao Bloco de Esquerda diferem pouco -porventura na terminologia, que não essência- dos utilizados ao longo do tempo pela Direita Portuguesa, desde os tempos da 1ª República, com o apoio claro da Igreja e das Ordens Eclesiásticas...Isto é, em suma, uma reminiscência dos tempos Monárquicos. Acho que os Republicanos não souberam, no momento adequado, conquistar um Povo submetido a séculos de atrofia do pensamento, e ainda hoje subsistem esses arquétipos de resistência à mudança, nas mentes da maioria da População.
É muito difícil conversar abertamente, com uma enorme percentagem de pessoas que ficaram paradas no tempo, não puderam, não souberam, ou não quiseram instruir-se para aprender um pouco mais, sobre o facto de serem seres vivos e inteligentes.
Falar em leitura, é igual a falar em tortura.
E a Direita mais erudita sabe bem disto, e sabe também muito bem, como aproveitar esta décalage cultural.Utiliza-a de forma magistral.

Anónimo disse...

Convém não esquecer que os EUA quando criaram a NATO, diziam pretender com a criação dessa aliança militar, defender a LIBERDADE e a DEMOCRACIA na Europa, por contraponto à União Soviética, e para darem um bom exemplo dessa sua intenção convidaram a DITADURA de Salazar a integrar essa aliança, e mantiveram desde o princípio ótimas relações com o ditador Franco da Espanha , onde tinham bases militares, por isso sobre esta aliança estamos conversados.

Anónimo disse...

o que o sabujo Jose esquece é que enquanto ele pactuava cobardemente com o regime fascista os comunistas viviam na clandestinidade e davam a vida por Portugal
Jose era na altura um fascista e agora continua a ser
Ele só gosta de Passos e seus capangas porque são os mais parecidos com o regime que ele gosta - a mesma prepotência, a mesma máquina de propaganda, a mesma corrupção em prol dos poderosos, o controlo dos media, "a força bruta" para quem não está de acordo
é isto que o sabujo Jose gosta
no entanto ele não tem um pingo da coragem dum comunista
é um situacionista e um cobarde
na altura do fascismo vivia serenamente à sua sombra
chegado o 25 de Abril não mexeu uma palha nem em prol da revolução nem na defesa do regime que caia
e agora vai latindo virtualmente enquanto definha

Manuel Silva disse...

Caro João Ramos de Almeida:
Compreendo a sua tolerância, mas que imunidade possui um energúmeno que aqui fez local de estacionamento para provocar tudo e todos, ofender a nossa inteligência?
Há limites para tudo, não acha?
Esta besta vê e conhece em pormenor o mal que outros fizeram além fronteiras, mas não reconhece o que foi feito entre nós, contra nós.

Anónimo disse...

Ambos os lados político/ideológicos actuais(a dita esquerda continua na sua senda internacionalista e só se diz "patriota" quando lhe convém,e a "direita" actual é também internacionalista pois defende o liberal-capitalismo apátrida) são anti-patriotas!---Jorge

Jose disse...

«Falar em leitura, é igual a falar em tortura.»

Não se anuncia já, como renovadora medida da frente de esquerda o fim dos exames de 1º ciclo?
Lá vem o fim do sress, o cuidar dos traunas, a treta facilitista que é bandeira de esquerdalhos idiotas! E é a direita que é obscurantista<'

Manuel Silva disse...

Esta besta do José nunca ouviu falar do PISA (nem dos seus testes PIRLS e do TIMSS).
Se soubesse o que isso era podia avaliar se, enquanto a esquerdalha desbundava o país, a Educação medida por esses testes internacionais que referi, que compara os países da OCDE, mostra se progredimos ou regredimos.
Mas um analfabeto pode fazer isso?
Seria pedir demais.

Anónimo disse...

Ainda o êxodo forçado
É triste ver crianças perambulando por estradas e idosos se arrastando por baixo de cercas de arame farpado, alvos de policiais que tentam repeli-los com bombas de gás, cães farejadores, telas elétricas e cacetadas. E´ um cenário confrangedor este que as elites do Imperio nos impõem por força da arbitrariedade do capital hegemónico judaico-americano.
Não são os anti NATO ou os antieuropeístas que andam a desfazer Estados e Nações no medio oriente, mas sim a direita que com Durão Barroso continuam a apoiar e ate enviar tropas ajudando a afogar em sangue povos inteiros.
A meu ver, o que esta´ a acontecer e´ um ataque Camuflado a´ própria existência da União Europeia.
A pretensão a único Imperio mundial, leva o Tio Sam a aniquilar concorrentes.
Sobre blocos militares vejam a Constituição.
De Adelino Silva

Anónimo disse...

Manuel Silva

O jose é mais que um ignorante
é um ignorante exibicionista
exibe com exuberância a sua ignorância
tenho a certeza que se juntassemos as suas tretas de primata ao seu prevísivel facies passariamos da irritação à hilariedade
Deixa o João Ramos de Almeida mante-lo por cá
se ele representa o outro lado da trincheira deve servir-nos como study case para construirmos também modelos de comunicação que contrariem a ainda forte aceitação da boçalidade que caracteriza os Joses deste mundo
a verdade é que os primarismos do tipo de exaltação do sacríficio, o Estado gerido como economia caseira, todos fomos culpados e vivemos acima das nossas possibilidades são ideias básicas e mentiras que têm colhido eco junto de boa franja do povo. Há que perceber que factores culturais e que ignorâncias dão colo a estes falsos axiomas e montar um plano de comunicação efectivo.
Esta é, para mim, uma das tarefas maiores do nosso lado e que ainda nem vi discutida e conceptualizada a sério

meirelesportuense disse...

No caso de ter de aguentar o "JOSÉ" acho que sim, falar em Leitura é exactamente o mesmo que falar em Tortura! É uma verdadeira sessão de Quebra-Ossos.

Jose disse...

OH Manelzinho, se eu fosse psicólogo, sociólogo ou praticasse qualquer outra dessas artes assitenciais, inventaria por certo um qualquer PISA para te avaliar favoravelmente.
Se encontrasses nas empresas - onde se ganha o pão - essa juventude altamente qualificada que os PISA produzem, ficavas a saber, como eu sei, que são maioritáriamente formatadas para a modorra do funcionalismo público, que é, muito coerentemente, o que os esquerdalhos sabem fazer.
Aprender é algo para que acreditam sempre haver tempo e errar, de tão humano que é, nãoé coisa que os incomode muito.
Quando os teus antepassados se aventuraram na savana não havia PISA que lhes valesse e ainda assim a tua mesquinha existência prova o seu sucesso.


Jose disse...

«...uma das tarefas maiores do nosso lado e que ainda nem vi discutida e conceptualizada a sério»

Mistério maior que o mundo assombra!!!!

Anónimo disse...

Mistério grande é o facto de ainda haver uns quantos poucos neurónios na caixa craniana do Jose que insistem em não emigrar apesar das condições adversas
serão piegas ?

Anónimo disse...

Espera aí... O BE não é aquele partido que ferreamente se opõe à presença de Portugal na NATO, mas que, há uns tempos, apoiou fervorosamente o bombardeamento da Líbia pela... NATO?

Anónimo disse...

Pobre Jose
agora até vocifera contra esta juventude calona que nada vale
engraçado que lá fora querem-nos...
pobre Jose
o mundo é negro e vil, não o merece
mas no Olimpo esperam-no ansiosamente
vai Jose vai
Zeus precisa urgentemente de mais brilho nas sandálias e só um ser exemplar, sábio e trabalhador como tu pode levar a bom porto tamanha herculea tarefa
Ide Jose ide
aproveita e passa pela casa de Deus e converte-o ao liberalismo
Jesus Cristo seu filho, dizia que os homens são todos iguais perante Deus
um igualitarista de merda calcula tu, lançou as sementes da Comuna
os teus amigos confiam em ti
só tu tens capacidade para converter Deus, leva-lhe a palavra e o teu deus mumificado - o grande Silva

Joaquim de Freitas disse...

Vivo no estrangeiro há 60 anos, porque os meus Pais foram obrigados a emigrar," PIDE oblige." Faço desde a minha reforma, muitos esforços para conservar a minha língua mãe, o Português, lendo e escrevendo tudo quanto e quando posso.

Quando leio aqui a "prosa" inferior dum ser inferior como José, leva-me a pensar se este género de subproduto humano, finalmente , não detém a chave da felicidade.

Se os animais nos parecem mais felizes que nós, é precisamente porque ignoram tudo da sua condição : tudo se passa como se o conhecimento devia acompanhar-se da consciência da nossa própria infelicidade, como se , noutros termos ,o conhecimento fosse uma maldição e o sinal da nossa condição perdida.

A ignorância seria então o segredo duma vida feliz. José vive em paz com ele mesmo, como os animais vivem em paz com eles mesmos.

O problema é que estes ignorantes beneficiam de bens preciosos que a democracia lhes proporcionou, e para a qual não fizeram nada : a liberdade de atentar à inteligência humana e de semear sementes de ignorância por onde passam. Com eles, o mundo não vai mais além que o ponto morto.

Nao se pode contar com eles para avançar.

meirelesportuense disse...

Os animais não têm "consciência" o que significa que não falam consigo mesmos, não conseguem comparar umas coisas com as outras e por isso reagem instintivamente.
Procuram o caminho mais fácil à prossecução dos seus objectivos, nem que assim possam ser "conduzidos" a uma armadilha fatal...O ser humano tem a faculdade de pensar e discernir entre o bem e o mal, pode ser racional, ao ponto de escolher a solidariedade em vez da simplicidade egoísta.
O José ainda está numa fase precoce do estado evolutivo.

Anónimo disse...

A grande contradição do liberalismo é precisamente essa
apelam ao darwinismo social e ao mesmo tempo ao egoismo
o liberalismo é a ideologia do egoismo, aquele que não quer ser solidário, o primado do eu
ora segundo Edgar Morin o egoismo é um traço que vem dos primatas, que vem das raízes mais primitivas da auto-preservação
entretanto apareceu o Homo Sapiens que percebeu que resistir ao egoismo e trabalhar em equipa é o melhor para a preservação e por isso se diz que o Homem é um animal gregário, de índole tribal, de clã
o liberalismo é portanto a antítese da evolução
por isso as sua posições ideológicas são facilmente desmontáveis quando sobre elas incide a luz da ciência e da razão
sendo o Jose um fruto desta negação da ascese do ser humano, da sua capacidade de se transcender é normal que observemos nele comportamentos de primata
assim não são de estranhar os perdigotos, os acessos de cólera e ódio, o discurso repetitivo e incoerente, as certezas desmontáveis por qualquer ser pensante, a cobardia e o enorme fluxo migratório dos seus enfraquecidos neurónios rumo a paragens menos obscuras
o seu climax foi atingido quando, por breves instantes, passou de primata a cromo-magnon -
- condição que conseguiu manter por transitórios assomos, mas, estoicamente, conseguiu não regressar completamente ao seu estatuto anterior de primata
atingiu um patamar ligeiramente superior que consegue guardar com muito esforço e suplementos vitaminicos até hoje - o patamar de desdentado do encéfalo

Ricardo disse...

A falta de coesão de um país(e povo)é o início de todas decadências.Em 1975 o projecto político/económico marxista foi derrotado cá,mas o projecto cultural marxista entranhou-se na sociedade(o que convém afinal aos próprios masters da globalização que dominam o capital) e muitos nem deram por isso,um país que perde a sua identidade fica sujeito a imposições de fora(mesmo que em nome do liberalismo ou outro ismo qualquer),foi o que aconteceu e continua a acontecer.

Jose disse...

Por qualquer motivo não vejo aqui expresso o comentário que me suscitou o 'superior' Joaquim de Freitos, mas imagino ter sido lapso de envio. Aqui vai, com largas horas de atraso:

Dizem-me que a PIDE era referida em certos círculos como 'a prestimosa instituição'.
Por largos anos me questionei quanto a um tal epíteto!

Mas hoje não tenho qualquer dúvida sobre o seu prestimoso contributo para a promoção cultural e cívica.
Não só as suas vítimas se apresentam como sendo necessáriamente luminárias do discernimento e da cultura, como o seus efeitos se propagaram às gerações futuras numa cadeia de aprimoramento que seguramente os levará aos mais altos cargos cívicos.
E mais se me afirma esta, a bem dizer, prestimosidade, quanto é certo que os que dela beneficiaram, sempre a invocam com um sentido de acreditação que nada fica a dever ao daqueles, menos modestos, que frequentaram estudos em universidades de fama!

E o espanto maior é que, ao que me dizem os beneficiados, essa instituição era povoada de sicários e torcionários, gente servil e abjecta.
É assunto que até já pensei em submeter ao PISA do Manelzinho para avaliação.

Só conheço uma excepção: o pai de um amigo meu era um reviralhista muito vocal no café lá do bairro e a PIDE foi buscá-lo a casa num fim de jantar. Não lhe falaram durante todo o caminho e meteram-no numa cela sem nada lhe dizerem; de manhã tiraram-no da cela e, sem palavra, puseram-no na rua. Até hoje essa vítima nunca manifestou grande brilho e nunca fala no assunto!

Histórias antigas e fora do tempo desde há... (11/2015-11/1975) 40 anos!

Anónimo disse...

Completamente de acordo com o Ricardo.Deixo de novo meu coment anterior: Ambos os lados político/ideológicos actuais(a dita esquerda continua na sua senda internacionalista e só se diz "patriota" quando lhe convém,e a "direita" actual é também internacionalista pois defende o liberal-capitalismo apátrida) são anti-patriotas!---Jorge

meirelesportuense disse...

"o pai de um amigo meu era um reviralhista muito vocal no café lá do bairro e a PIDE foi buscá-lo a casa num fim de jantar. Não lhe falaram durante todo o caminho e meteram-no numa cela sem nada lhe dizerem; de manhã tiraram-no da cela e, sem palavra, puseram-no na rua. Até hoje essa vítima nunca manifestou grande brilho e nunca fala no assunto!"

-Deve ter Bufado pouco!?!...Passados quarenta anos ainda tem vergonha do que fez lá dentro.
-Mas há uma coisa estranha neste "desabafo":
-Como é que o José sabe de tudo o que se passou desde que a PIDE foi buscar a casa o tal pai do amigo e o libertou, se o homem nunca fala do assunto?...Huuummmm! -O José fazia parte da Brigada!...Aquela de "vocal" significa que falava muito...O que era "perigoso" na altura das "amplas liberdades" que o Zé tanto apreciava...E aprecia!

Anónimo disse...

a oeste nada de novo
o Jose não tem vergonha em confessar publicamente ser um aficionado do salazarismo e da polícia política, da tortura e da censura
o que ele não diz, porque não lhe convém, é que mesmo sendo um claro simpatizante da ditadura nunca passou dum servil cobarde
No 25 de abril não mexeu uma palha para defender o seu querido regime porque é um gajo muito pragmático

Anónimo disse...

Jose

Insistes em insultar de forma cobarde e soez os que foram torturados e mortos pelos teus amigos
Se és homem põe aqui um contacto teu para nos encontrarmos
quero ver se cara a cara continuas a insultar familiares meus com as tua mentiras e pulhices

Jose disse...

Oh das 12.00.
Põe tu aqui o teu contacto que vou-te visitar um destes dias.
Quero que me contes a história dos teus familiares e como isso te tornou num difamador e treteiro com ares de valentão ridículo.
Os efeitos da PIDE nas luminárias que desgraçam este país é matéria que muito me interessa.

Anónimo disse...

Jose

difamador e treteiro ?
se há aqui alguém difamador e treteiro és tu
eu não tenho que te contar nada nem o que aconteceu na minha família vai servir de matéria de estudo dum merdas como tu
o nome Rosa Casaco diz-te alguma coisa ?
por certo deves admirá-lo pois tu só admiras canalhas e pulhas
tu, meu cão, é que tentas de forma vil apagar da História crimes que foram cometidos e ao mesmo tempo ofendes as vítimas desses actos
os teus amigos PIDEs torturaram e mataram pessoas e tu ainda gozas com o assunto
não tens mesmo vergonha nenhuma nessa tromba

estás a dar a volta ao texto, cobardolas
põe tu o teu contacto conforme eu pedi em primeira instância
não me fio num cão como tu que tem o sentido ético dum verme

Jose disse...

Oh das 20,37, desculpa a demora mas tive que ausentar-me para ir ganhar pró caldo.

Tu tens a característica típica de um PIDE, ou melhor, do regime que o criou: julgas com ligeireza e vês o mundo a preto e branco.
Vai-te catar e demolha o bestunto, mas duvido que deixes de ser o cretino pseudovitimado que sempre manifestas!

Anónimo disse...

Jose cobardolas

tens uma grande lata - tu, o campeão da ligeireza

eu sabia que não te ias chegar à frente
seria esperar muito dum cão como tu
só sabes insultar à distância
vai latindo sabujo vai latindo que um dia ainda ganes
esperei alguma dignidade da tua parte mas és mesmo um cagalhão
mas eu há muitas formas de apanhar um cão...