domingo, 13 de julho de 2008

Elas encantam, mas quem é que lhes limpa o camarim na Europa de Trichet?

«É bem provável que Amy Winehouse ou Cat Power nem sonhem que por detrás dos seus camarins de cinco estrelas, em cubículos de cimento, estejam a repousar os homens e mulheres que acabaram de lhes limpar o quarto. Muito menos suspeitarão que quem lhes trata do conforto trabalhe em turnos contínuos de 12 horas, com 30 minutos de intervalo não pagos, quanto basta para uma sanduíche mal amanhada…». Leiam esta reportagem, como jornalismo de combate, da autoria de Miguel Portas. Tornar visível a exploração e a miséria que se escondem na sociedade do espectáculo neoliberal. Passou-se na Irlanda. Já agora, também vale a pena ler este seu artigo de opinião sobre os problemas da UE: «Na Europa, quem manda é o senhor Trichet e não um presidente que por aí passe. Se alguém quiser perceber por onde deveria começar a mudança na União, aqui tem a minha resposta: pelo retorno da política ao posto de comando».

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pedro Sá disse...

Os alemães é que exigiram que assim fosse, como sabe. E não me parece que seja qual for o governo alemão vão mudar de ideias.