segunda-feira, 10 de março de 2008

Geração de ideias?

Alguns «jovens quadros» do Partido Socialista organizaram no passado fim-de-semana uma iniciativa a que chamaram «geração de ideias». Espero que o encontro tenha sido produtivo. É que o «manifesto por uma geração de ideias», com apenas quarto páginas, é apenas uma entediante síntese de todos os lugares-comuns do «socialismo moderno» socrático. Um excerto: «É desta geração que surge a Iniciativa ‘Geração de Ideias’. Porque temos hoje uma dupla responsabilidade: a responsabilidade de assumir a construção das soluções do presente e do futuro e a responsabilidade da solidariedade (. . .) A ‘Geração de Ideias’ tem a ambição de recolocar Portugal na rota da convergência com as sociedades mais desenvolvidas. Assume uma atitude de acção e de transformação da realidade. Afirma os valores do mérito, da iniciativa, da criatividade, do empreendedorismo e do esforço individual». Podem imaginar o resto. Não melhora. Mais um excerto: «A ‘Geração de Ideias’ rejeita (. . .) os que se rendem, sem luta, nas batalhas da modernidade. A isto, a ‘Geração de Ideias’ contrapõe o optimismo próprio de quem acredita numa sociedade melhor, construída por quem tem a responsabilidade e a capacidade de o fazer: as pessoas, os portugueses». Mais vago e redondo seria difícil. Perante um documento tão decepcionante, só nos resta aguardar por pistas mais concretas sobre a verdadeira agenda dos «jovens quadros» da auto-intitulada «esquerda progressista».

10 comentários:

Al disse...

"vago e redondo"...estás a ser simpático.

João do Lodeiro disse...

Se calhar, se fossemos ler o manifesto de um qualquer encontro da juventude hitleriana, iríamos ler mais ou menos a mesma coisa.

bruno disse...

mas onde é que se pode ler esse documento? está disponível online?

formiga bargante disse...

Meu caro João Miranda

..."só nos resta aguardar por pistas mais concretas sobre a verdadeira agenda dos «jovens quadros» da auto-intitulada «esquerda progressista».

A "verdadeira agenda destes "jovens quadros" é fácil de identificar: agradar ao "chefe de turno" para subirem na escala hierárquica interna do partido, na esperança de um dia atingirem, pelo menos, o "posto" de Presidentes de Juntas de Freguesia.

Cumprimentos
Fernando Gonçalves

Anónimo disse...

É uma espécie de "compromisso Portugal" dos pequeninos. Mas ainda mais pedante... Ainda não apareceram e já se consideram cheios de ideias

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
João Rodrigues disse...

Este blogue valoriza muito todos os comentários e discussões. No entanto, há linhas que não devem ser atravessadas – por exemplo, quando a crítica política dá lugar a considerações de ordem pessoal que não são para aqui chamadas. Nestes casos, os comentários serão removidos.

Anónimo disse...

Pois, João Rodrigues... Mas eu disse alguma mentira? O que eu disse é público, bastando ir à página da internet do governo para ter a confirmação.
De qualquer forma, a eliminação do comentário anterior ao meu, ainda é mais ridícula e absurda, já que nele não havia qualquer referência a pessoas.
Estou a ver que se dependesse de si, nunca as questões do diploma de Sócrates e dos seus projectos seriam notícia.

João Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.