sábado, 23 de março de 2019

Mudanças de regime

"Não há nenhuma dúvida que Saddam Hussein possui armas biológicas e a capacidade de produzir muitas mais em pouco tempo."

A garantia foi dada por Colin Powell, secretário de Estado dos EUA, a 5 de fevereiro de 2003. Não foi preciso esperar muito tempo até que a coligação liderada pelos norte-americanos e britânicos anunciasse o início da intervenção militar no Iraque, mesmo contra as indicações do Conselho de Segurança da ONU. A invasão que Noam Chomsky descreveu como "o crime mais grave deste século" já conta 16 anos e deixou centenas de milhares de mortos, feridos, deslocados e a desintegração de um país dividido pela guerra e pelo terrorismo. As armas, claro, nunca apareceram. Para que não esqueçamos o legado das intervenções militares norte-americanas.

7 comentários:

Jose disse...

Por outras palavras: há ditaduras e regimes corruptos em que não convém interferir.

A propósito da Venezuela?

Geringonço disse...

Para que não esqueçamos o legado das intervenções militares e crimes de guerra do regime norte-americano e seus aliados.

Dalaiama disse...

Mais uma vez de acordo com a publicação. Sempre um blog de referência. Apenas permitam a retificação: não foram "centenas de milhar", foram sim MILHÕES de seres humanos afetados, entre mortos, feridos e deslocados.

Anónimo disse...

"há ditaduras e regimes corruptos em que não convém interferir".

Pois há. E mete dó o esforço deste sujeito para atirar a bola para canto, tentando esconder o regime corrupto dos EUA.Corrupto e criminoso, como bem lembra o autor do post

( já agora adivinha-se que o José Manuel Fernandes por cá não foi o único a andar a papaguear a bondade da intervenção americana no Iraque e as suas tremendas consequências. Esta gentalha arrasta cúmplices pelos sítios por onde anda, acompanhando o rasto de morte e destruição que o imperialismo arrasta consigo...

...e já agora esse "a propósito da Venezuela" é o esgar à Barroso, o mordomo das Lajes, convertido em novilinguagem por uma extrema-direita salazarista, que saliva por mais sangue?)

Jose disse...

Ainda não fui aos Açores, mas espero ir...

PNTV disse...

"A propósito da Venezuela?"

Ora essa, a guerra económica e de terrorismo 2013-2019 contra a Venezuela é a agressão ocidental mais bem documentada e mais fácil de desmontar, ponto por ponto, até sobrar rigorosamente nada do que RTP, SIC e companhia inventam em directo.

Os EUA e UE, de forma flagrante e ostensiva, cometem terrorismo económico, ingerência política da mais óbvia, apoio a organizações terroristas na Venezuela, etc e tal.

Quem não concorda, que venha negar todos os factos provas que tenho andado a expor nesta série de artigos:
"Venezuela: portugueses e restantes ocidentais perderam a capacidade de raciocinar!"
https://pensamentosnomadas.blogs.sapo.pt/tag/venezuela+portugueses+e+restantes+ociden

Lowlander disse...

Jose,
Intervencionismo militar externo para mudar regimes politicos da sempre merda.
Tudo o resto sao as tuas habituais tresleituras e tretas avulsas lubrificadas presumivelmente com volumes apreciaveis de alcool.