segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Borgen

O referendo europeu é uma das omissões de Borgen, a excelente série de televisão dinamarquesa inspirada na política deste país nórdico. Birgitte Nyborg teria sido derrotada. Na semana passada, na Dinamarca realmente existente, ocorreu, sem grande eco na imprensa nacional, mais um participado referendo e, uma vez mais, a maioria dos dinamarqueses recusou, contra quase todos os partidos, poder vir a abdicar de excepções conquistadas em matéria de regras europeias, em matéria de soberania. Os europeístas podem assim confirmar o que os seus dominantes representantes há muito sabem: esta integração só pode ser feita nas costas dos povos, de forma furtiva e pós-democrática. Isto nunca dá bons resultados, claro. A alternativa é uma integração conforme às vontades dos povos, ou seja, de geometria muito variável.

9 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Deixem os povos ser livres e soberanos.
Se existem coisas comuns será a PAZ.
O resto é hipocrisia e roubalheira desavergonhada....

Aleixo disse...

Quer queiram quer não queiram,a realidade das Tecnologias de Informação,

vai impor um outro patamar da DECISÃO.

Este arrastar autista do "sistema",
procurando preservar a DECISÃO,

no feudo dos crápulas ( ou capturados! ) "representantes",

só prova a falta de dignidade,

de quem tem a lata de avocar um direito que não é seu,

mas sim do POVO.

Jose disse...

Umas vezes dizem que faltam líderes, outras que o povo é que sabe!
É consoante...

Anónimo disse...

o Jose a falar de coerência
hahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahaahahahahahahahahhahahahahahahahahahahhahahahahahhaahhahahahah

Dias disse...

Os dinamarqueses estão atentos a essas manobras furtivas: venceu o NÃO. E assim continuarão as excepções que eles bem entendem, pois na Dinamarca mandam eles. Mas dêem um tempo, que os burocratas vão voltar à carga com um novo referendo…

Anónimo disse...

Acho que agora a linha divisória está clara. Vamos ver quem está do lado do Primado da Lei, do Estado democrático de Direito, da Democracia e do Respeito pelo Voto do Povo, ou de quem se alia ao oportunismo, ao gangsterismo, ao vale-tudo pelo poder. A Moeda de um pais e´ uma questao estrategica importantissima. Por isso, referendar e questionar a Moeda e´ uma questao de soberania nacional. Penso ser dever de qualquer governo democratico Restaurar a Legitimidade Democratica – que o povo decida sobre a sua moeda, sobre sua soberania--. Por tudo que passamos e vamos passar, merecemos ser ouvidos em referendo, ou entao não e´ DEMOCRACIA ! De Adelino Silva

Jose disse...

Ora somos todos muito iguais e se apela à solidariedade internacional ora há que respeitar a geometria variável dos povos.
É consoante...

separatista-50-50 disse...

1. TERRAPLANAGEM DE IDENTIDADES
.
Os Nazis-Económicos (nazis-made-in-USA) terraplanam Identidades atrás de Identidades Autóctones de forma insaciável...
-» Quando se fala no (legítimo) Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones [nota: Inclusive as de 'baixo rendimento demográfico'... Inclusive as economicamente pouco rentáveis...] nazis-made-in-USA - desde há séculos com a bênção de responsáveis da Igreja Católica - proclamam logo: «a sobrevivência de Identidades Autóctones provoca danos à economia...»
[nota: os nazis-made-in-USA provocaram holocaustos massivos em Identidades Autóctones]
.
Ora, de facto:
A elite da finança e das corporações está apostada em destruir a Nações.
Armadilhou o sul da Europa pelo endividamento, quer com a colaboração de políticos medíocres, quer fazendo os estados resgatar com o seu dinheiro a corrupção financeira. Eles querem destruir as soberanias... dividir/dissolver as Identidades para reinar... tudo para criarem uma "massa amorfa" de gente inerte, pobre e escravizada e assim melhor estabelecerem a Nova Ordem Mundial: uma nova ordem a seguir ao caos – uma ORDEM MERCENÁRIA (um Neofeudalismo)... ou seja, a 'Ordem Natural' que emerge de um 'barril de pólvora' (leia-se, o caos organizado pela alta finança).
---» Andam por aí muitas marionetas... cujo trabalhinho é 'cozinhar' as condições que são do interesse da superclasse - alta finança, capital global.



2. SOBREVIVÊNCIA DE IDENTIDADES AUTÓCTONES

Nazismo não é o ser 'alto e louro', bla bla bla,... mas sim... a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros.
.
Os 'globalization-lovers' que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa!
Existem ´globalization-lovers´... e existem ´globalization-lovers´ nazis (estes buscam pretextos para negar o Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones).
.
Uma questão é a ajuda a refugiados... uma outra questão são os NAZIS que usam a questão dos refugiados para propagandear/negar o Direito à Sobrevivência de outros...
.
Pelo Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones:
-» http://separatismo--50--50.blogspot.com/
.
.
.
P.S.
Apesar da existência de montes de problemas... EXISTEM PESSOAS QUE NÃO ABDICAM DE DEFENDER A SALVAGUARDA DE DIREITOS!
---» Outros Direitos que aqui o je vem divulgando já há alguns anos:
- O Direito à Monoparentalidade em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas: ver blog "http://tabusexo.blogspot.com/".
- O Direito ao Veto de quem Paga: ver blog "http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/".

Jose disse...

«a colaboração de políticos medíocres»

Quarenta anos de epidémica proliferação...e a importância piramidal da falta de mães e pais em famílias gays.