sábado, 7 de janeiro de 2012

Beco sem saída

«Vale a pena fazer as contas. Para um PIB estimado de 170.000 milhões de euros, aquele défice de 4% equivale a cerca de 6.800 milhões, o que parece um número excelente. Mas não se pense que existe aqui qualquer mérito. O que de facto devemos atribuir ao Governo é um défice de 12.800 milhões de euros, que correspondem a 7,5% do PIB, já depois dos cortes nos salários e do aumento dos impostos. É um dos piores desempenhos de que há memória em Portugal.»

Merece ser lido na íntegra o artigo de Daniel Amaral, no Diário Económico de ontem (a que cheguei através do Câmara Corporativa). Para além de deixar clara a relação causal entre a crise financeira de 2008 e a crise da dívida soberana (ver gráfico, adaptado, que aqui se reproduz), o autor demonstra a impossibilidade de se alcançar a meta do défice, estabelecida para 2012, sem mais uma ofensiva austeritária sobre os contribuintes e a economia, num país que já está no limite da exaustão.

A implosão social deste governo terá lugar quando a generalidade dos portugueses perceber, com meridiana clareza, a contraproducência dos sacrifícios que lhes andaram, andam e andarão a ser pedidos. E o estrondo será tanto maior quanto mais nítida se tornar a percepção do desastre a que conduziu o entusiasmo da maioria PSD/PP por uma austeridade inútil, socialmente iníqua e economicamente catastrófica.

4 comentários:

LOUVA A GREVE PERMANENTE EM DEUS disse...

Vale a pena fazer as contas. Para um PIB estimado de 170.000 milhões de euros (que era de 90 mil milhões de dólares nos idos da década de 90), aquele défice de 4% equivale a cerca de 6.800 milhões, o que parece um número excelente.
Quando o défice for controlado por desvalorizações de 25% ou de 30%
(ou com azar de muito mais ) de 2 em 2 ou de 4 em 4 anos...vai ser muito pior

esperemos é que demore tempo
(se as impressoras tiverem de imprimir essa quantidade de papel
com que dinheiro vamos comprar umas novas em 2020?

não esquecer que estas (são nossas e já não precisamos de imprimir lá fora)já têm uma década e picos....

ou seja disse...

se o beco sem saída se arrastar mais uns 4 ou 5 anos vai ser melhor do que se a travagem for a seco

os putos talvez sobrevivam
mas os vôvôs e os titis vão para a aldeia das tabuletas a partir dos 70....

ai vão vão...é ver o Haiti ou a Argentina pós hecatombe...

só ficam vivos os Papa Doc's depois dos 80

Anónimo disse...

A patifaria deste governo não tem paralelo na história de Portugal mesmo contando com as patifarias do PS.
P.Coelho é de facto um pau mandado, um coveiro deste país.

LOUVA A GREVE PERMANENTE EM DEUS disse...

A patifaria deste governo...e foi o melhorzinho destes 50 anos

imaginós outros...


não tem paralelo na história de Portugal mesmo contando com as patifarias do PS....a história de portugal anda tão mal contada
deve ser por causa dos revisores bibliográficos serem todos netos dos heróicos pais da nação...



P.Coelho é de facto um pau mandado, um coveiro deste país....e do mundo não esquecer quiçá do universo...

espero que este não pertença aos economistas anónimos

e se pertencer espero que se cure