domingo, 29 de janeiro de 2012

Attacar a crise

2 comentários:

A crise do eurro... disse...

Assim como a crise do ensino universitário português, deve-se além dos erros de meio-século, a um conjunto de panelinhas, de interesses de bloqueios, de eu sou o doutor e logo percebo mais de mecânica do que os engenheiros alemães.

Resumidex:é todo um sistema que não está preparado nem nunca esteve para funcionar em conjunto
(e que tirando o tecido empresarial alemão e pouco mais,não se conseguiu adaptar nem especializar)

pode atacar-se a crise com ideias?

pode desde que elas tenham sentido e se adaptem aos tempos..se não

emViasdeSerDemocrataDeFactum disse...

é como a ideia do pastel de nata...

não é novo

a maior parte do super-bilionário franchising alimentar nasceu de ideias que até nem têm a ver com a linha de produção

muita da indústria de calçado subsistiu arranjando lojas que se fidelizassem e comprassem a produção

a red bull nasceu de marketing puro..

a coca cola é água suja que prospera sobre outras mistelas açucaradas

mas sempre que alguém lança uma ideia há sempre meia-d
uzia para a deitar abaixo..

é todo um systema a favor de aprofundar a crise e nunca de a attar...