quarta-feira, 12 de junho de 2019

Lesados da SIC?

A recém contratada apresentadora da SIC Cristina Ferreira, bem como outras figuras da estação televisiva, vai começar a vender aos espectadores da SIC obrigações SIC que prometem uma taxa de juro anual de 4,5%.

A frágil situação financeira da Impresa é conhecida e, por isso, é de questionar de que forma vai o grupo investir os 30 milhões de euros que se pretende obter, de forma a garantir esse rendimento. É que quando as taxas de juro prometidas se tornam elevadas, é caso para suspeitar.

Aconteceu isso em operações dos CTT (que roeram o capital dos investidores), na Caixa Económica Açoreana (e faliu), no BES (e viu-se no que deu), só para falar naqueles casos de que me lembro.

Só esperemos que o Estado não venha, mais tarde, a ser chamado a cobrir os eventuais prejuízos desta operação, em nome da defesa da comunicação social livre.

3 comentários:

Geringonço disse...

Pois eu não vou ficar nada admirado quando o Estado for obrigado a salvar a Impresa do Balsemão...

Balsemão, mais um que admitiu que os portugueses "andaram a viver a acima das possibilidades", sim, ele disse isto!

estevesayres disse...

Uma vez mais a ética televisiva a vir ao decimo!
Como podemos acreditar nestes homens e mulheres que se tornam defensores da burguesia e do capitalismo em particular!!!
Uma vez mais, vão tentar enganar alguém. Ou ser enganadas alegadamente.

Por fim: Será que existe concordância do Sindicato dos Jornalistas e Espetáculos?

Thomas Riepenhausen disse...

Acredito que os contribuintes hão-de ser chamados. E acredito que o pessoal de esquerda vote em pagar ... para proteger os pobres, claro.